Fin Adviser

Missão | Visão e Valores

O Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) é a instituição tutelada pelo Ministério da Comunicação Social, vocacionada ao registo, controlo e acompanhamento da imprensa estrangeira, fundada em 26 de Junho de 1976. A instituição é a responsável por acolher os jornalistas estrangeiros e coordenar todo o processo de entrada destes profissionais em Angola. O processo de solicitação de entrada em território angolano é feito através do registo do jornalista interessado no portal do CIAM, no acto de pedido do visto na representação diplomática e consular de Angola.

O Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) é a instituição tutelada pelo Ministério da Comunicação Social, vocacionada ao registo, controlo e acompanhamento da imprensa estrangeira, fundada em 26 de Junho de 1976. A instituição é a responsável por acolher os jornalistas estrangeiros e coordenar todo o processo de entrada destes profissionais em Angola. O processo de solicitação de entrada em território angolano é feito através do registo do jornalista interessado no portal do CIAM, no acto de pedido do visto na representação diplomática e consular de Angola.

O Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) é a instituição tutelada pelo Ministério da Comunicação Social, vocacionada ao registo, controlo e acompanhamento da imprensa estrangeira, fundada em 26 de Junho de 1976. A instituição é a responsável por acolher os jornalistas estrangeiros e coordenar todo o processo de entrada destes profissionais em Angola. O processo de solicitação de entrada em território angolano é feito através do registo do jornalista interessado no portal do CIAM, no acto de pedido do visto na representação diplomática e consular de Angola.

O Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) é a instituição tutelada pelo Ministério da Comunicação Social, vocacionada ao registo, controlo e acompanhamento da imprensa estrangeira, fundada em 26 de Junho de 1976. A instituição é a responsável por acolher os jornalistas estrangeiros e coordenar todo o processo de entrada destes profissionais em Angola. O processo de solicitação de entrada em território angolano é feito através do registo do jornalista interessado no portal do CIAM, no acto de pedido do visto na representação diplomática e consular de Angola.

Paralelamente ao seu objecto social, relativo ao apoio da imprensa estrangeira em Angola, o CIAMrealiza, igualmente, conferências de imprensa, palestras, colóquios e debates sobre temas actuais e de interesse social.

Paralelamente ao seu objecto social, relativo ao apoio da imprensa estrangeira em Angola, o CIAMrealiza, igualmente, conferências de imprensa, palestras, colóquios e debates sobre temas actuais e de interesse social.

O Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) é a instituição tutelada pelo Ministério da Comunicação Social, vocacionada ao registo, controlo e acompanhamento da imprensa estrangeira, fundada em 26 de Junho de 1976. A instituição é a responsável por acolher os jornalistas estrangeiros e coordenar todo o processo de entrada destes profissionais em Angola. O processo de solicitação de entrada em território angolano é feito através do registo do jornalista interessado no portal do CIAM, no acto de pedido do visto na representação diplomática e consular de Angola.

O Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) é a instituição tutelada pelo Ministério da Comunicação Social, vocacionada ao registo, controlo e acompanhamento da imprensa estrangeira, fundada em 26 de Junho de 1976. A instituição é a responsável por acolher os jornalistas estrangeiros e coordenar todo o processo de entrada destes profissionais em Angola. O processo de solicitação de entrada em território angolano é feito através do registo do jornalista interessado no portal do CIAM, no acto de pedido do visto na representação diplomática e consular de Angola.

Paralelamente ao seu objecto social, relativo ao apoio da imprensa estrangeira em Angola, o CIAMrealiza, igualmente, conferências de imprensa, palestras, colóquios e debates sobre temas actuais e de interesse social.